logo

Questões? Ligue para nós em:

+55 47 3013-3333

Agricultura De Raiz, Cultura De Resultados

Primeiro Inoculante Micorrízico Registrado no Brasil

Entre em Contato

Fomos Destaque Em

Validações Agronômicas

PESQUISA NO CAMPO

Nossos inoculantes são elaborados com endomicorrizas vigorosas. O resultado é o aumento significativo do sistema radicular aliado à alta disponibilização de nutrientes.

Tratamento de sementes

APLICAÇÕES

Auxilia naturalmente na diminuição dos impactos de fatores bióticos e abióticos. Plantas mais saudáveis e mais resistentes, desde a germinação. Mais produtividade e mais proteção ao seu investimento.

O QUE NOSSOS CLIENTES ESTÃO DIZENDO

Sou adepto da utilização de novas tecnologias nas minhas lavouras. A cada safra, busco o que tem de novo no mercado que possa garantir a qualidade, segurança e proteção, tanto para as culturas como para o solo. Tive conhecimento do Rootella BR e apliquei na safra 2018/2019. No milho, registramos produtividade de 14 sacos a mais por hectare. Em abril de 2019, colhemos soja e o resultado foi 71,04 sacos para a testemunha, contra 78,40 (10,4%) sacos por hectare nas áreas tratadas com micorrizas.

Paulo Grando (Passo Fundo – RS)

Designation: Produtor de milho e soja

Recebi uma visita do representante da NovaTero apresentando o inoculante Rootella BR e os resultados registrados em termos de produtividade. Aplicamos na minha lavoura de feijão lado a lado com a testemunha. Fiquei impressionado com as diferenças entre plantas tratadas com micorrizas 20 dias após do plantio. A média de produtividade da área da testemunha ficou em 2.503,20 quilos contra 3.052,80 quilos por hectare (mais nove sacas, ou 21,95%). O produto dá resultado e indicarei aos produtores de feijão.

Valtencir Werlang (Selbach – RS)

Designation: Produtor de feijão

Desde que iniciamos utilizar Rootella BR no tratamento de sementes, começamos a observar, no decorrer do ciclo das culturas, plantas mais saudáveis, raízes maiores e maior porte em relação à testemunha. É difícil você perceber uma diferença contínua e imediata nas plantas com outros produtos. Na soja obtivemos incremento de nove sacos por hectare (13,2%) e no trigo, incremento de 9,3 sacos por hectare (21%). Recomendo a utilização do inoculante." Trigo: Plantio em 10/06/2018; Colheita em 13/11/2018; Adubação - 05-20-20. Soja: Plantio em 03/12/2018; Colheita em 10/04/2019; Adubação 09-16-14.

Gilberto Matanna (Sertão – RS)

Designation: Produtor de soja e trigo

"Utilizamos RootellaBr em área comercial. Notamos que a micorriza presente no produto ajudou a planta na questão do enraizamento, proporcionando maior volume de raízes nas plantas. Observamos, além disso, maior engalhamento, maior número de vagens por planta e maior peso de grãos. Sem dúvida, é uma tecnologia que nos ajudou a aumentar o potencial produtivo da lavoura!"

Alexandre Frederico Marchese (Formoso-MG)

Designation: Produtor de soja, feijão e milho

Resolvi fazer uma aplicação do Rootella BR após visita da equipe técnica da empresa apresentando o que são micorrizas. As sementes foram tratadas por eles e plantei cinco dias após o tratamento, em mesmas condições de solo. Notei boa diferença entre plantas duas semanas após a emergência e acompanhei as áreas durante todo o ciclo. Realizei a colheita separadamente e tive uma produtividade de 60,70 sacos e nas áreas tratadas com micorrizas conseguimos atingir 70,41 (16%) sacos por hectare. Estou convencido da eficiência do produto e vou aplicar em 100 hectares no trigo de 2019.

André Antoniolli (Coxilha – RS)

Designation: Produtor de soja

Sou engenheira agrônoma, produtora e filha de produtor. Produzimos café, batata, soja, milho e feijão. Por entender de micorrizas, resolvi aplicar o Rootella BR em um pivô de feijão na minha lavoura, que possuem as mesmas condições hídricas, climáticas e com alto teor de fósforo no solo. Fizemos uma avaliação juntamente com a equipe da NovaTero em nossa lavoura 35 dias antes da colheita e notamos maior número de vagens e melhor formação de grãos em relação à testemunha. O resultado com 46,7 sacos por hectare contra 43,9 na testemunha é ótimo, pois demonstra que o feijão teve melhor aporte de nutrientes em função das micorrizas (2,8 sacas a mais).

Rafaela Beretens (Formiga – MG)